Notícia do evento da UNICEF sobre o Desenvolvimento Cerebral

Notícia do evento da UNICEF sobre o Desenvolvimento Cerebral
O Seminário sobre os fatores que influenciam o desenvolvimento cerebral realizou-se na sede da UNICEF em Nova York, no dia 16 de Abril passado, e procurarei resumir algumas das observações que foram realizadas pelos consultores e especialistas de vários países que participaram dos debates.
Inicialmente vale comentar que tratou-se da primeira reunião promovida pela UNICEF com o objetivo de abordar o tema do desenvolvimento cerebral na primeira infância, ou seja, no período compreendido de 0 a 6 anos.
Os comentários centraram-se principalmente nas crianças em condições de vida de extrema precariedade em locais onde ainda existem níveis elevados de desnutrição, negligência e abuso. Crianças que estão em áreas de guerra, conflitos territoriais, convivendo com situações diárias de extrema violência, como bombardeios frequentes, foi também um tema para o qual houve uma atenção especial.
Certamente, estas situações necessitam de cuidados e intervenções especiais permanentemente. Seu efeito sobre o desenvolvimento da criança, mais particularmente sobre o desenvolvimento cerebral é devastador. Salientou-se que as alterações neurobiológicas consequentes são de recuperação duvidosa, pois nem sempre a plasticidade cerebral é capaz de proporcionar um bom reestabelecimento funcional.
Outro aspecto levado à discussão foi a de que crianças nas quais as situações críticas antes apontadas não estavam presentes também apresentavam vulnerabilidade e dificuldades desenvolvimentais, mesmo vivendo em famílias de boas condições socioeconômicas.
Sendo assim, será necessário ampliar o olhar de modo mais universal para atender e buscar estratégias de promoção do desenvolvimento infantil que possam ser implementadas para as crianças em geral. A recomendação neste sentido foi a de promover programas de promoção do desenvolvimento que invistam na melhora da qualidade da parentalidade, oferecendo aos pais suporte para que possam assumir e exercer suas funções de modo adequado.
Acredito ter sido importante a participação no grupo de consultores deste evento e tenho a convicção de que uma semente bem fertilizada foi ali plantada. Com os auspícios da UNICEF teremos a possibilidade de prosseguir, divulgar e auxiliar para que o desenvolvimento nos primeiros anos receba o incentivo e os cuidados integrais e integrados que urgentemente necessita.

Saul Cypel, médico

Professor livre docente de neurologia infantil.

Faculdade de Medicina – UNIFESP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *