Escolas podem debater violência de gênero e sexualidade

Escolas australianas terão aulas de desconstrução de estereótipos de gênero

australia

(Foto: Flickr/ Brad Flickinger)

A partir do ano que vem, todas as escolas do estado australiano de Victoria terão aulas sobre estereótipos de gênero.

Chamada de “Relações Respeitosas”, a disciplina será implementada no ensino fundamental e no ensino médio e terá como objetivo discutir questões como desigualdade social, violência de gênero e privilégio masculino. Segundo a BBC, desigualde salarial, orientação sexual, controle da agressividade e os perigos da pornografia serão alguns dos temas abordados dentro do programa.

No ensino fundamental, a matéria chamará atenção para o fato de que meninas e meninos podem ser o quiserem. Para isso, os estudantes receberão materiais com frases como “meninas podem jogar futebol, ser médicas e fortes” e “meninos podem chorar, ser gentis e cuidar de bebês”. Já no ensino médio, os estudantes aprofundarão os estudos, aprendendo os significados de termos como cisgênero, transexual e pansexual.

A inserção da disciplina no currículo é uma das medidas de Victoria para diminuir a desigualdade e acabar com a violência de gênero. A decisão se mostra mais necessária do que nunca: nesta semana, um estudo divulgado pela UNICEF mostrou que as meninas passam 160 milhões de horas a mais se dedicando a tarefas domésticas do que meninos, o que afeta seu desenvolvimento pessoal e profissional.

+ Leia também: “A violência doméstica é uma questão de saúde”

Fonte: Revista Galileu

Textos correlatos:
Violência no namoro de universitários
Escola e pais devem prevenir a violência sexual no namoro
Muda de Curso: violência no namoro não é para ti
Condutas discriminatórias precisam de diagnóstico compatível com o crime, defende psiquiatra
USP um espaço educador que não previne o machismo
Meios acadêmicos indiferentes a violência de gênero

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *