Harvard pesquisa há 80 anos sobre a felicidade, a solidão, as doenças e a longevidade

Harvard acompanhou 724 alunos desde 1938 até a sua morte: para ser feliz o mais importante era qualidade dos relacionamentos. As conclusões coincidem com outros 70 estudos com 3,4 milhões de pessoas.

 

Fonte:Rob Dial
Textos correlatos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *